Episódio 24 – MedBeta Podcast: A importância da pontualidade na vida do médico bem sucedido

Você já foi em algum médico e teve que esperar muito tempo até ser atendido? Alguma vez algum paciente já entrou no consultório já bravo por conta de tempo de espera?

Precisamos entender que o médico não é avaliado pelo paciente apenas se acerta o diagnóstico e conduta ou não. E também que os pacientes não estão na consulta apenas para serem diagnosticados e tratados. 

Vamos falar de um ponto muito importante para o paciente e para o médico hoje: pontualidade. Essa é uma habilidade que pode e deve ser aplicada por qualquer um. E faz toda a diferença. Vamos entender a importância dela e em seguida como. 

Um paciente quando sai de casa, ele organiza desde como os filhos serão levados à escola até da falta ao trabalho, a organização das tarefas do dia. Em suma: ir ao médico para todos é um grande mal necessário.
E a maioria dos pacientes já vai estressado porque sabe que sempre haverá atrasos.

Por outro lado, se o médico for pontual, o paciente será surpreso positivamente, e servirá até como propaganda para o médico. Eles dirão para todos que o médico fulano sempre atende exatamente no horário em que foi marcada a consulta. Outro ponto importante é que seus colegas de equipe vão te reconhecer como uma pessoa responsável e pontual. É bom até para abrir oportunidades.

Saia mais rápido de casa: Escolha roupas no dia anterior, finalize tarefas que geralmente deixa para o outro dia antes de sair, arrume a bolsa ou mochila, já durma sabendo o que vai comer no outro dia mais cedo. 

Preveja atrasos e evite atrasos desnecessários. Se sabe que durante o caminho sempre você tem trânsito, compute no tempo que calcula para ter uma ida tranquila, por ter saído mais cedo.

Durante os atendimentos, se organize em um tempo médio, sempre reservando um período entre uma consulta e outra para que, caso aconteça algum imprevisto, você não atrase a próxima por isso. 

Ou seja, ser pontual hoje é uma qualidade rara de se encontrar em nosso meio. E sem dúvidas será valorizada por toda a equipe e pelos pacientes. Não é nada impossível ou que requer grandes habilidades.
O negócio é: é preciso desenvolver esse hábito e valorizar essa habilidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui